Carroceiros de Feira de Santana protestam contra nova lei municipal

Carroceiros de Feira de Santana protestam contra nova lei municipal

Carroceiros de Feira de Santana protestam contra nova lei municipal

Cerca de 80 carroceiros realizaram nesta quarta-feira (17) uma manifestação em frente à Prefeitura Municipal de Feira de Santana por conta da Lei Municipal nº 4.194/2023, de autoria do vereador Pedro Américo (UB) que estabelece medidas para a retirada gradativa de veículos de tração animal (VTAs) das vias e logradouros públicos da zona urbana do município. Se sentindo ameaçados de terem a profissão extinta, os carroceiros então realizaram a movimentação.

Desde terça-feira (16), com a nova lei em vigor, começou a contar o prazo de quatro anos para que as carroças, que circulam pelo centro da cidade – transportando diversos materiais – sejam retiradas completamente de circulação. Sentindo que neste momento, a profissão está correndo o risco de extinção, os carroceiros então realizaram o protesto bloqueando as ruas próximas à Prefeitura Municipal.

José Pereira está profissão há 15 anos e participou do manifesto por sentir o seu sustento ameaçado. "Até aqui tenho sobrevivido dessa ocupação e sinceramente não sei o que fazer se as carroças pararem de circular. Se falta serviço, como eu ponho comida na mesa? Até agora ninguém chegou para dizer para gente como vai ser e aí simplesmente agora vão tirar as carroças, sem pelo menos dizer o que vão fazer", declarou.

Roque Cruz é outro carroceiro que se mostrou indignado com a situação. "A gente só quer trabalhar e nada mais. Temos família para sustentar, contas a pagar, comida para comprar e de onde é que vem o sustento? Do trabalho e se a gente não trabalha, como é que fica? Não é simplesmente tirar as carroças e pronto. A gente quer uma solução, que alguém o que os pais de família farão sem seu meio de sustento", observou.

NÃO VAI RECUAR

Autor do projeto que visa a retirada gradativa de veículos de tração animal do centro urbano de Feira de Santana, o vereador Pedro Américo reafirma que a lei é necessária não só para a proteção dos cavalos que puxam as carroças, mas também para tirar os carroceiros deste subemprego.

No projeto do vereador, além de sanar os maus tratos presenciados quase que diariamente aos animais que puxam veículos de tração e os abandonos destes, quando não conseguem mais exercer o serviço exigido pelos condutores, o parlamentar também inclui o cumprimento de políticas públicas de educação, capacitação profissional e transposição dos condutores para outras atividades econômicas em Feira de Santana.

A reportagem completa está disponível na edição impressa de quinta-feira (18) do JORNAL FOLHA DO ESTADO DA BAHIA

Compartilhar

Os comentários do Facebook permitem aprovação imediata e garantem um ambiente on-line mais seguro, já que é preciso se identificar para deixar um comentário.
Previsão do Tempo
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-

Carroceiros de Feira de Santana protestam contra nova lei municipal