Carnaval 2024: As polêmicas que rolaram na maior festa de rua de mundo

Carnaval 2024: As polêmicas que rolaram na maior festa de rua de mundo

Carnaval 2024: As polêmicas que rolaram na maior festa de rua de mundo

O mundo se reúne em Salvador no mês fevereiro porque sabe que não falta atração em uma festa que todo ano fica marcada na história. Porém, quem esteve por aqui no Carnaval de 2024 vai lembrar também de uma folia ‘carregada’ de tretas e acontecimentos inesperados. Afinal, dá para esquecer o diálogo em que Baby do Brasil anunciava o ‘apocalipse em cinco ou dez anos’ e Ivete Sangalo respondia que iria ‘macetar’ ele? A conversa - se é que dá para chamar assim - ocorreu na madrugada do domingo (11) de Carnaval e, por óbvio, viralizou nas redes sociais.

Antes disso, ainda no sábado (10), Ivete passou por outros dois problemas enquanto arrastava o Bloco Coruja, que estava programado para sair às 16h45, no Barra-Ondina, e só deixou o Farol da Barra às 20h. Por conta do atraso, o público chegou a vaiar e a artista teve ‘climão’ com uma repórter em cima do trio. Nem precisa mudar de circuito para trazer mais problemas ao enredo. Só na Barra, houve queda de luz, folião mandando Daniela Mercury ‘calar a boca’ e fala controversa do cantor Oh Polêmico. Até quando a questão foi no Campo Grande, a Barra não saiu do ‘bolo’. É que Saulo chamou a pipoca do Circuito Dodô de ‘gourmet’ durante apresentação na Avenida e foi criticado nas redes sociais:

Se você chegou até aqui, deve estar ansioso pelos detalhes de cada uma das ‘tretas’. Veja, então, por ordem cronológica o que causou polêmica no Carnaval de Salvador:

Saulo e a Pipoca Gourmet

O cantor Saulo Fernandes criticou o circuito Barra-Ondina ao se apresentar em um trio sem cordas no Campo Grande na última sexta-feira (9). Ao celebrar a pipoca do Circuito Osmar, ele ironizou a pipoca do Dodô. “Muita gente me pergunta sobre a Barra mas, namoral, esse é o verdadeiro Carnaval. Eu não tenho mais idade para fazer Carnaval gourmet, meus senhores. Ou é raiz ou não é”, disse o cantor, que foi aplaudido pela multidão que o acompanhava na Avenida.

A fala, no entanto, gerou críticas de quem gosta do circuito ao músico. Nos comentários, foliões destacaram que apesar de ter falado de um Carnaval 'gourmet’ na Barra', o cantor fez um show inédito em um camarote do circuito no mesmo dia. Também pelas redes, ele se desculpou. "Boa resposta, lindão. Falei merda, tenho que ouvir mesmo. Me arrependi. Só queria falar que a Avenida é incrível e me passei. Me perdoe. Fui bobo e incoerente. Tudo é bom e legal, mas a Avenida é surreal. Tudo de bom", escreveu o artista, em resposta à provocação de um folião sobre a apresentação dele no camarote.

Oh Polêmico acusado de homofobia

O cantor 'Oh Polêmico' foi acusado de homofobia depois de interromper sua apresentação no Circuito Barra-Ondina (Dodô) para reclamar do comportamento de parte do seu público durante apresentação na noite de sexta-feira (9)."Segura aí", pediu ele à banda, olhando para quem estava perto do seu trio.

Após o silêncio, o cantor fez uma fala apontada nas redes sociais como homofóbica. "Fazendo uma festa da porra, e um monte de homem se beijando", criticou. "Cheio de mulher aqui", apontou, "sugerindo" que seu público masculino beijasse-as.

Internautas criticaram a postura do ator, apontando a fala como problemática, visto que homofobia é crime e tem pena de um a três anos de reclusão, além de multa .Nas redes sociais, o cantor se defendeu e alegou tratar-se de uma "gíria". "Tinha muita gente brigando e, quando falei 'beijando', quis falar que tinha muito homem brigando com homem", alegou.

Atraso e vaias no Bloco Coruja com Ivete

O caldo engrossou até para Ivete Sangalo e, por consequência, para os foliões do Bloco Coruja, puxado pela cantora. É que, mesmo marcado para às 16h45, o trio de Mainha só deixou o Farol da Barra, no Circuito Barra-Ondina, às 20h. No momento em que acalmava os foliões cansados de esperar, Ivete precisou se justificar e conversou com Léo Santana, que ultrapassou o trio da artista na saída para irritação dos fãs da baiana.

"Eu estou pronta desde cedo. Na verdade, estou sempre pronta para vocês. Mas são coisas que acontecem", justificou a artista. Houve tumulto e vaias quando o Bloco do Nana, de Léo Santana, realizou a ultrapassagem. "Na nossa vida vamos sempre precisar de amor, cordialidade e carinho", completou Ivete. De acordo com a Empresa de Turismo de Salvador (Saltur), o atraso foi consequência de problemas em alguns trios elétricos e afetou a saída de diversas atrações, como Claudia Leitte e Bell Marques.

Ivete tem climão com repórter durante atraso

Enquanto tentava acalmar os fãs por conta do atraso, Veveta ainda passou por um climão com uma repórter de uma emissora que transmitia a festa. “Ò, está pedindo para o pessoal vir para cá… É difícil, não é, Ivete? Manejar essa galera”, questionou a repórter. A cantora baiana, no entanto, não gostou do termo ‘manejar’ e a corrigiu. “Não é manejar, não. É gente com gente”, respondeu, ao comentar o problema no momento em que pedia para que os foliões encostassem no seu trio no Largo do Farol da Barra enquanto um outro bloco a ultrapassava e gerava aperto no local.

A repórter ainda falou sobre o comportamento do público e voltou a ser corrigida pela cantora. “Eles não queriam ajudar, mas agora estão ajudando”, disse, ao comentar o movimento dos fãs para perto do trio, como Ivete pedia. “Eles querem ajudar. É que também vim nesse momento e, agora, a gente tem que resolver uma coisa no meio do percurso…Eu entendo a indignação”, falou Ivete, dizendo que estava trabalhando para resolver a situação.

Léo Santana dá bronca em motorista de trio

Depois de ultrapassar o Coruja, já no caminho para o Morro do Cristo, Léo Santana se irritou com o motorista quando puxava o Bloco do Nana. Ele teria pedido para que o caminhão andasse mais rápido para evitar um aperto do seu bloco com quem vinha atrás. "Por favor, motorista, eu sei que existe toda uma direção do carnaval de Salvador, mas o comando do meu bloco e do meu trio sou eu", falou.

"Aperta o meu bloco, aperta a pipoca, fica desconfortável para todo mundo. Se o trio não andar, vai ficar desconfortável para o meu bloco e eu vou ficar desconfortável daqui de cima também vendo isso", reclamou. 

Queda de luz na Barra

Os foliões que curtiram a passagem do trio de Daniela Mercury na Barra, na noite de sábado (10), tomaram um susto ao ficar no escuro depois de um trecho do circuito, entre o Farol da Barra e Barravento, ficar completamente sem energia por 1h25..O incidente aconteceu por volta das 22h45 e, para acalmar os fãs, Daniela Mercury brincou e perguntou se os foliões estavam com medo.

Testemunhas chegaram a relatar que as pessoas que curtiam o circuito se abraçaram com medo de serem assaltadas. A Prefeitura de Salvador foi a primeira a se manifestar sobre o caso e indicou que o problema foi causado por uma explosão nas imediações da Rua Francisco Otaviano, afetando o fornecimento de energia em parte da Barra, inclusive em um trecho do circuito Dodô, onde desfilam os trios.

Após isso, por meio de nota, a Neoenergia Coelba informou que a interrupção de energia foi provocada pelo lançamento de serpentinas sobre a rede elétrica. A empresa destacou ainda que, logo depois do apagão,, as equipes de prontidão da distribuidora foram acionadas e restabeleceram o fornecimento às 00h10.

Cala a boca para Daniela Mercury

Ainda no sábado, a cantora Daniela Mercury, que desfilou como "Rainha Maluca", deu uma bronca em alguns foliões durante o percurso do seu trio pipoca. Em uma publicação nas redes sociais, a cantora explicou o que aconteceu. "Como sempre, passei o circuito todo recebendo ordem, principalmente de homens que julgam poder decidir o que eu canto e o que eu falo. Não podem". Segundo fãs que estavam no circuito, Daniela rebateu um folião, que estava em um camarote, porque ele fez sinal pedindo que a cantora parasse de falar.

Na hora que ouviu um cala a boca durante a apresentação, a artista fez questão de responder enquanto dançava e cantava. “Vai te lascar, vai procurar o que fazer. Enchendo o meu saco, dizendo o que devo ou não falar”, disse Daniela antes de responder com palavrões o folião que a desrespeitou.

O apocalipse de Baby do Brasil contra o ‘macetar’ de Ivete Sangalo

Houve também um dos diálogos mais inusitados da história do Carnaval durante o encontro entre Baby do Brasil e Ivete Sangalo, na madrugada do domingo (11), no fim do Circuito Dodô. As duas estrelas da música brasileira viralizaram nas redes após Veveta parar em frente a um camarote na passagem do seu trio elétrico para cumprimentar Baby. O que Ivete não esperava é que a artista de 71 anos aproveitasse o momento para gritar aos quatros cantos do circuito a previsão do fim da aventura humana na terra.

"Todos atentos porque nós entramos em apocalipse. O arrebatamento tem tudo para acontecer entre 5 e 10 anos", alertou Baby, que também é pastora. Veveta, por sua vez, reagiu afirmando que não permitiria. "Eu não vou deixar acontecer porque não tem apocalipse certo quando a gente maceta o apocalipse", respondeu, em referência ao seu hit ‘Macetando’.

Marido de Sasha barrado

Houve também ‘mini polêmica’ envolvendo Sasha, que veio ao Carnaval de Salvador na companhia da atriz Bruna Marquezine e do seu marido, João Lucas Figueiredo, que viralizou nas redes sociais após ser barrado na entrada do trio de Ivete Sangalo na madrugada de segunda-feira (12). João só conseguiu entrar no trio após a companheira intervir e afirmar que ele estava com ela.

Após repercussão do caso, o próprio tirou o peso da situação. "Saiu um vídeo de eu sendo barrado pelo segurança [risos]. Galera, vocês não têm ideia do que é isso aqui. O segurança fez o trabalho dele! Eu estava sem pulseira e ele não é obrigado a me conhecer. Está certo ele", disse no X. Também no X, houve relatos de foliões que disseram ter sido empurrados por seguranças de Sasha e Bruna enquanto estavam em um bloco. Os relatos apontam que os homens empurravam até as pessoas que não se aproximavam das duas e curtiam a festa.

Explosão em trio de Ivete Sangalo

Para Ivete Sangalo, a temporada de intempéries carnavalescas - como ela mesmo chamou - não terminou no apocalipse de Baby do Brasil na madrugada de domingo. Na noite da segunda-feira (12) de Carnaval, a tensão para a cantora chegou ao pico. Ao menos duas pessoas ficaram feridas após um equipamento do trio de Ivete Sangalo explodir no Barra-Ondina. O caminhão parou e provocou um novo engarrafamento e aglomeração no Dodô, como aconteceu no Bloco Coruja.

O problema aconteceu por volta das 19h56, enquanto trio ainda passava pela Avenida Oceânica, mas as vítimas foram atendidas e passam bem. O trio ficou aproximadamente uma hora, provocando engarrafamento de trios na Avenida Oceânica e aglomeração de pessoas no local. Uma mulher chegou a desmaiar, além de duas pessoas que tiveram ferimentos leves no trio de Ivete. Com o problema, um princípio de confusão tomou conta do trio, com alguns convidados dizendo que a estrutura estava tombando para a esquerda.

O trio foi evacuado e fãs, jornalistas e até famosos tiveram que sair do local. No meio da confusão, a cantora chorou e pediu desculpas. "Ao mesmo tempo que quero fazer uma festa para vocês, me pergunto: como farei se no primeiro dia o trio da frente quebra? Causa o atraso", lamentou a artista, que agradeceu aos fãs. "A gente vai pensar sobre isso. Eu não sou uma cantora que sobe no trio e que se foda todo mundo. Quero que vocês tenham uma noite incrível. Hoje, aconteceram coisas. Não quero essa angústia. Mas quando vejo vocês, sei que vai dar tudo certo", disse a cantora, emocionada.

Kannário solta o verbo na avenida

Em sua passagem no circuito Osmar (Campo Grande) nesta segunda-feira (12), o cantor e ex-deputado federal Igor Kannário fez “um desabafo” sobre o apoio do poder público à sua participação no Carnaval em Salvador e na Bahia. O ‘príncipe do gueto’ afirmou que não é divulgado como atração pela Prefeitura de Salvador, e que neste ano pagou com recursos próprios R$ 50 mil em outdoors para anunciar sua “pipoca” na folia. Ele disse ainda que talvez não cante mais no Carnaval.

“A prefeitura não me paga bem. Eles não divulgam minha pipoca no outdoor. Eu quero que vocês saibam disso. Eu paguei 50 mil nesses outdoors que vocês veem por aí.”

Kannário disse a seu público que o prefeito Bruno Reis (União Brasil) e o governador Jerônimo Rodrigues (PT) não são seus amigos, e revelou gratidão por ACM Neto (União).

O cantor usou ainda alguns minutos para defender Baby do Brasil: "Jesus usa os loucos para confundir os sábios"

Igor Kannário esteve também em uma festa de carnaval em Barra dos Coqueiros, na Grande Aracaju, em Sergipe, terça-feira (13). O artista era a principal atração da festa, promovida pela prefeitura. Vídeos que circulam nas redes sociais mostram o cantor, que aparece nas imagens usando uma calça branca, escoltado por seguranças, correndo dos ataques do público que ficou inconformado com atraso da banda e o encerramento do show antes do previsto.

Com informações da Redação Feira Fm

Compartilhar

Os comentários do Facebook permitem aprovação imediata e garantem um ambiente on-line mais seguro, já que é preciso se identificar para deixar um comentário.
Previsão do Tempo
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-

Carnaval 2024: As polêmicas que rolaram na maior festa de rua de mundo